Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Tradições de natal pelo mundo! A Kika conta tudo.....

Olé a todas!! 

 

A Kika anda entusiasmada com o Natal e quis saber se em todos os países o Natal era passado da mesma forma.

Ora vamos ler o que descobriu!!!!!

 

Sabias que na índia o jantar de natal se come com as mãos? E na Venezuela vão todos de patins para a Missa do Galo? Descobrimos estas e outras curiosidades sobre as diferentesnoites da consoada no mundo inteiro.

 

 

1. Sabes quais são os pratos que se preparam noutros países? Iniciamos o trivial gastronómico natalício: Na Alemanha o menu inclui carne de porco, ganso assado, javali (em formato salsicha ou assado) e sopa. Na Austrália o Natal mais é no verão e para ceia é feita ao ar livre, onde é comum comer peru e como sobremesa pudim de ameixas. Na África do Sul o prato principal é o arroz com passas e frutos secos, os legumes e a torta de carne moída. Em França os “escargots” e as ostras são os pratos mais apreciados. Nos Estados Unidos não pode faltar o tradicional puré de batata e o bolo de abóbora. Os japoneses celebram o Natal com sushi e sashimi enquanto que na Itália preferem o bacalhau e claro, a massa! Em Portugal como bem sabemos, come-se o cozido composto por bacalhau, couve e ovos. Também é costume comer peru, polvo e as tradicionais rabanadas.

 


2. Talheres, sim ou não: O talher tem um papel muito importante e todos os utensílios devem ser colocados corretamente, ou seja, seguindo a ordem da refeição, de dentro para fora, com os garfos e as colheres à esquerda e as facas à direita. Relativamente às bebidas, a água marca a posição inicial e coloca-se à frente do prato principal, ficando à sua direita o copo de vinho tinto e o de vinho branco. Mas na Índia os talheres estão proibidos na noite de natal, para jantar os indianos utilizam as mãos. Já noutros países sucede o contrário. No Brasil e no Chile por exemplo, não deves tocar na comida com as mãos. No Japão deves comer com os pauzinhos, mas cuidado porque é mal visto cruzá-los ou partilhares comida com a pessoa que está ao teu lado. Na Tailândia nunca se come diretamente com o garfo, este só é usado para empurrar a comida até à colher. Na Itália consideram um autêntico sacrilégio comer a massa com a colher.

 


3. Regras de cortesia: boas maneiras à mesa. Se falamos de boas maneiras à mesa, existem países que têm costumes estranhos e opostos aos nossos. Por exemplo, no Japão manda a regra da boa educação fazer o maior ruído possível enquanto se come. Quanto mais ruído se fizer melhor, já que para eles isso quer dizer que está a desfrutar da comida. Por outro lado, nos países árabes e também na China, é boa educação arrotar ao terminar de comer, é sinal de que a comida estava do agrado do convidado. Também na China, é má educação deixar o prato vazio, contrariamente ao que ocorre na Índia, onde é má educação não comer tudo o que estiver no prato. Na Tailândia, não é apropriado tirar a última porção de cada prato e servem a comida em pratos grandes para partilhar entre todos. Na Coreia e Japão deves tirar os sapatos antes de entrar em qualquer casa.

 


4. Está na hora! A falta de luz é o principal motivo para que os jantares sejam a horas distintas em alguns países. Por exemplo, na Alemanha o início do jantar de Natal é entre as 17h e as 19h da tarde! Nos EUA, por norma, a hora do é entre as 18h e as 19h. Às 19h também é o começo do jantar em países como a Bélgica e Inglaterra. Em França, Portugal e China jantar-se por volta das 20h. Na Rússia e na Polónia, não deve ser depois das 21h. Já na Itália, Grécia e Espanha, o jantar é mais tarde, entre as 21h e as 22h.

 


5. Como ser um convidado exemplar: Em geral, há duas regras imprescindíveis para se ser considerado um bom convidado, e que se deve cumprir em qualquer parte do mundo: ser pontual e não chegar ao local com as mãos vazias. E o que é habitual levar ao anfitrião noutros países? Na Grécia, o mais comum é levar uma bebida com álcool, uma sobremesa ou oferecer uma planta! Em Marrocos, Tunes e outros países árabes os doces são uma boa opção já que se levar vinho ou álcool pode ofender as pessoas que não bebem. Na Índia não ofereças flores brancas dado que os Indianos costumam usá-las em funerais, evita também produtos feitos de couro. Em França o mais acertado é levar uma garrafa de champanhe. Em Inglaterra o convidado costuma levar uma bebida a mais para que não falte durante a festa. Na Argentina não se deve ir antes de tomar o café ou o típico mate. Nos EUA não deves aparecer sem avisar! E em qualquer lugar do mundo deves agradecer ao anfitrião pela refeição e pelo convite.

 


6. As tradições de Natal mais raras do mundo: E porque Natal, não seria Natal sem as curiosidades típicas de alguns países. Sabias que em Portugal, a mesa não deve ser tirada até à manhã seguinte como sinal de respeito para com os familiares falecidos? Na Austrália preparam o churrasco de Natal na praia, já no Japão é tradição comer um snack de KFC no Natal. Na Islândia comem baleia crua, e na Venezuela todos vão de patins para a primeira missa de Natal. Em Inglaterra, uma moeda é introduzida na sobremesa e quem a descobrir terá a sorte e muito dinheiro no futuro.

 


7. Etiqueta & Protocolo Social: Se vais passar o Natal a outro país deves conhecer as tradições do local para onde vais, para que a consoada seja perfeita. Por exemplo, se vais até à Índia, deves vestir-te de forma conservadora e faz parte do protocolo recusar a primeira oferta de chá, café ou snacks. Eles irão perguntar-te mais que uma vez se vais querer, e à segunda ou terceira vez já poderás aceitar o chá. Se vais até à Alemanha é importante ter em conta que são muito formais. É tradição um rápido aperto de mão no momento em que cumprimentas alguém e deves chamá-lo sempre pelo último até que te digam para chamá-lo pelo nome próprio. Em Itália, a primeira impressão é muito importante. O conceito de uma boa imagem é fulcral e por isso há que se vestir bem. O aperto de mãos, contacto visual direto e um sorriso fazem parte da boa educação. Em França e em Espanha é importante manter as mãos sempre visíveis na mesa e esperar que o anfitrião seja o primeiro a propor o tradicional brinde. Se passas o Natal em Portugal e serás convidada, é muito importante que cumprimente de forma reservada mas educadamente e não deves chegar com mais de 15 minutos de atraso.

 


8. Decoração da casa: O Natal é um momento de magia, e a decoração de casa é muito importante. Já sabemos que a decoração é diferente em cada país. Na Áustria, por exemplo, a decoração inclui velas, muitas delas elétricas. Na Argentina as casas são decoradas com luzes e grinaldas verdes, douradas, vermelhas e flores brancas. As árvores de Natal também são muito populares. Na Austrália gostam de colocar grinaldas nas portas, decoram as suas casas e jardins com árvores de Natal e colocam luzes. Os australianos também decoram as suas casas com “Christmas Bush”, uma árvore nativa australiana com pequenas folhas verdes e flores de cor creme. Em Portugal as árvores de Natal e o presépio são os motivos de decoração mais comuns.

 


9. Este Natal tem em conta tudo isto e não te esqueças desta grande frase do escritor Francisco de Quevedo: “Recebem-no como se apresenta. Despedem-se de acordo como se comporta”.

 

Beijinhos meus e da Kika

gatos-natal.jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.