Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Dicas para uma recuperação top do exercício físico...pela Kika

 

 

 

1385740_447829692004183_2057080757_n.jpg

 

De nada vale treinar muito, se logo de seguida cometemos alguns erros cruciais. Assim o esforço todo é perdido. Foi a pensar nisso que decidimos partilhar algumas dicas importantes, para que tenham o maior rendimento possivel no vosso treino.

 

A Kika é fascinada por desporto e cumpre estas regras á rica....

 

Comer depois do treino: A alimentação após a atividade física é fundamental, principalmente para a recuperação dos músculos. Para quem faz o uso do shake pós-treino com whey protein, deve ser tomado imediatamente após o fim do treino, não espere chegar em casa, leve preparado em uma garrafa ou coqueteleira e adicione água na hora. 

 

Hidratar o corpo com água durante o treino e no fim: Caso atua atividade tenha sido intensa e suou muito, o corpo precisa de eletrólitos, como potássio e sódio, que vão ajudar a evitar câimbras e a reparar o dano muscular causado pela atividade física. Para isso, beber água de coco é ideal para repor os nutrientes.

 

Alongamentos: Não esqueças que antes de um treino intenso é importante aquecer os músculos que serão trabalhados. Evite as lesões. Assim, no fim do treino, o alongamento evita as dores do dia seguinte. Uma caminhada  depois do treino evita as lesões também.

 

Higiene: Suou? Então o seu treino rendeu! Agora deixar de tomar banho ou trocar de roupa logo após é perigoso. Deixar a transpiração secar na pele estimula o crescimento de bactérias, que podem provocar erupções cutâneas.

 

Descansar: Relaxar e dormir bem estimula os músculos e recupera da atividade intensa. Por isso, inviste  numa boa noite de sono.

 

A Kika já dorme, porque amanha vamos fazer alguns destes exercícios...Ora vejam as nossas dicas....

 

1375004_739848899375191_730760180_n (1).jpg

1378072_739857582707656_698721197_n (1).jpg

1378474_735928713100543_1761523739_n (1).jpg

1393796_447829418670877_178015171_n.jpg

 Beijinhos da Kika....

A Kika adora saltar á corda.....

Saltar à corda é uma brincadeira de crianças? Não necessariamente. É também um excelente exercício físico para todas as idades e estilos de vida, muito completo, intensivo e revigorante, que pode ser feito em qualquer lugar e a qualquer hora. Para além disso é divertido, barato e fácil de aprender, embora numa fase inicial exija um esforço de coordenação, uma boa condição cardiovascular e muita concentração.

Eu e a Kika saltamos muito.....

Por isso, aqui ficam 5 motivos que fazem deste exercício uma das formas mais fáceis e eficazes para emagrecer, queimar excesso de gordura, perder barriga, ter um corpo tonificado e manter-se em forma.

  1. É um treino completo

Quando saltamos à corda estamos a trabalhar várias partes do corpo em simultâneo, ajudando a tonificar e a perder flacidez, bem como a emagrecer, pois em qualquer exercício quanto mais músculos estiverem a ser trabalhados mais se queimam gorduras e calorias. Assim, ao girar a corda estamos a trabalhar os ombros, bíceps e antebraços; mantendo-nos direitos estamos a trabalhar os abdominais; e ao saltar trabalhamos músculos da barriga das pernas, das coxas e os glúteos.

  1. É um treino intenso e saudável

Ao contrário de outros exercícios cardiovasculares, saltar à corda permite exercitar pernas e braços ao mesmo tempo e com a mesma intensidade. E quanto mais depressa saltarmos, mais calorias queimamos. Por seu turno, saltar à corda é saudável porque melhora a resistência física, aumenta a agilidade e fortalece o sistema cardiovascular.

  1. É um exercício eficaz para queimar calorias

Saltar à corda permite perder peso mais rapidamente porque é um exercício que mantem o ritmo cardíaco elevado mesmo após terminado o treino. Assim, para além do trabalho intensivo ao nível muscular, saltar à corda é tão intenso que mantem acelerado o ritmo metabólico, continuando a queimar calorias mesmo depois de pararmos. Por isso é que saltar à corda pode queimar três vezes mais calorias do que fazer jogging, sendo que se o fizermos durante uma hora inteira podemos perder cerca de 1000 calorias!

  1. É um exercício fácil mas diversificado

Os exercícios que podemos praticar a saltar à corda são simples de aprender, independentemente da idade e do local onde são praticados e com ou sem a ajuda depersonal trainers. Mas fácil não é sinónimo de monótono. Acham que saltar à corda não passam de pulos repetidos, sem sair do mesmo lugar? Não tem de ser assim. Em vez de apenas saltar, podemos fazer várias variações: fazer saltos a dois tempos, saltos em corrida, saltar com a corda ao contrário, levantar os joelhos para trabalhar os abdominais, cruzar e descruzar a corda para trabalhar ombros e braços; saltar com ambos os pés ou alternando um de cada vez; etc.

  1. Não exige muito tempo de treino

Dado que é um exercício intenso, que tem bastante diversidade e efeitos duradouros, não será necessário passar horas a saltar à corda para atingir bons resultados. Na verdade, para estarmos em forma bastam 5 a 15 minutos por dia. Claro que quem pretender elevar a fasquia, pode treinar três vezes por semana, em períodos de 20 minutos.

Dicas para melhorar o desempenho

Para melhores resultados, há que fazer os exercícios corretamente, como em qualquer outra modalidade. Por isso, aqui ficam algumas dicas para melhorar o desempenho:

  1. Antes de começarem a saltar façam exercícios de alongamento/aquecimento.
  2. Durante os saltos mantenham as costas direitas, com o pescoço alinhado com a coluna vertebral. Os ombros e braços devem estar relaxados.
  3. Mantenham sempre os abdominais contraídos.
  4. Os joelhos devem estar ligeiramente dobrados.
  5. Apontem os dedos dos pés para a frente.
  6. As palmas das mãos devem estar viradas para cima.
  7. Saltem apenas o suficiente para deixarem a corda passar por baixo dos pés.
  8. Respirem corretamente pelo nariz
  9. Variem os exercícios.
  10. Rodem a corda utilizando os pulsos e não os braços.

Saudades de saltar à corda? Vontade de perder uns quilinhos e/ou tonificar? Então de que é que estão à espera? Toca a saltar!

çll.jpg

 Beijinhos meus e da Kika

 

InstagramCapture_aab9a687-a540-4d71-9f20-76583155ed73.jpg