Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Igualdade no local de trabalho

 

A igualdade de tratamento entre mulheres e homens e a equidade de oportunidade para ambos é um direito que vem, aos poucos, sendo conquistados em todo o mundo.

De acordo com dados da pesquisa "Sem Atalhos", realizada pela Bain & Company, a ambição das mulheres e homens praticamente se equivalem. No nosso país, 66% delas e 72% deles desejam chegar a líderes de negócios de nível sênior. No entanto, a inclusão das mulheres nesta realidade não tem ocorrido nas melhores condições: ocupamos apenas 17% dos cargos de diretoria executiva. As brasileiras com 12 anos ou mais de estudo recebem 41% menos que os homens em cargos iguais. No quadro geral, ganham 26,7% abaixo. Elas não só estão distantes da liderança, como também ainda sofrem preconceito de estereótipos.

Com o objetivo de abordar esse assunto, na manhã desta quinta-feira (08/10), 13 empresas, fundadoras do Movimento Empresarial pelo Desenvolvimento Econômico da Mulher, lançaram a Associação Movimento Mulher 360 (MM360), que, alinhada aos princípios de empoderamento da ONU Mulheres, visa incorporar a igualdade de gênero nas suas estratégias de negócios. São elas: Bombril, Unilever, J&J, Santander, Walmart, Cargill, Del Rio, PepsiCo, Coca-Cola, Natura, Grupo Boticário, Nestlé e Diageo. "Participar do Movimento é uma oportunidade de compartilhar melhores práticas, reafirmando o nosso compromisso como empresa e contribuindo para promover uma mudança no país", explicou Maria Eduarda Kertész, presidente Johnson & Johnson Consumo do Brasil.

Todas as atividades dessas empresas passarão a ser organizadas em três pilares estratégicos: fomento, sistematização e difusão de práticas empresariais. Na prática, elas se comprometem a:

  • Promover diálogos entre associados com objetivo de fomentar uma inteligência coletiva em relação ao empoderamento;
  • Incentivar a troca de experiência entre os profissionais (funcionários de empresas com práticas mais avançadas compartilharão experiências com empresas em estágios menos avançados);
  • Investir na promoção da diversidade da equipe;
  • Assumir compromissos com questões da licença maternidade e com o equilíbrio trabalho e vida pessoal das funcionárias;
  • Promover educação, capacitação e desenvolvimento para as funcionárias;
  • Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres;
  • Medir, documentar e publicar os progressos da companhia na promoção da igualdade de gênero.

A associação está, ainda, aberta à adesão de outras empresas que queiram participar das iniciativas. "Para nós, o equilíbrio de gênero é prioridade estratégica para o crescimento do negócio e, por isso, acreditamos que sempre é possível fazer mais. Não à toa, temos a meta global de empoderar 5 milhões de mulheres até 2020”, contou Fernando Fernandez, presidente da Unilever Brasil, durante a apresentação.

548a71e2440f2f847118ee8a3744fec9_XL (2).jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.