Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Benefícios da Spirulina: realidade vs promessas... tudo pela Kika!!!!!!

Os benefícios da Spirulina são mais do que muitos, o que lhe valeu o estatuto de superalimento… Mas será mesmo assim? Na verdade, as pequenas quantidades em que é consumida, nunca farão dela um verdadeiro superalimento nem permitirão cumprir todas as suas promessas. Conheça melhor este alimento e tire as suas conclusões.

A Saia e a Kika tomam a sua dose diária e estão a gostar imenso.

 

Apesar de ser considerada uma alga, a Spirulina é, na verdade, uma cianobactéria capaz de fazer a fotossíntese, algo que a distingue da maioria das outras bactérias.

De facto, pelo facto de possuir clorofila, a Spirulina usa o sol como fonte energética, tal como as plantas e as “verdadeiras algas” fazem.

A sua forma espiralada deu origem ao seu nome. Caracteriza-se por apresentar um sabor e cheiro particular, cor azul esverdeada e um perfil nutricional muito rico, que lhe valeu o estatuto de superalimento.

Mas apesar de já ser utilizada há bastante tempo por alguns povos, a sua produção e industrialização popularizou-se muito recentemente, despertando o interesse da comunidade científica e por quem segue as tendências de uma alimentação mais saudável e orgânica.

beneficios da spirulina

 

Benefícios:

  

  1. A Spirulina é considerada uma das melhores fontes de proteína vegetais, visto que fornece cerca de 60 a 70% deste nutriente, sendo ainda considerada uma proteína completa, pois contém todos os aminoácidos essenciais ao organismo e é de boa digestibilidade.

    No entanto, importa salientar que a reduzida quantidade em que é consumida e o preço ainda são fatores que limitam a sua utilização como uma fonte de proteína primária, visto que há maneiras muito mais fáceis e baratas de ingerir esta macronutriente.

  2. Como já referido, a spirulina possui clorofila, responsável pela sua cor verde, e ficocianina, responsável pela cor azul. E um dos maiores benefícios da spirulina devem-se a estes dois compostos: possuir propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, promovendo a neutralização dos radicais livres responsáveis pelos sinais prematuros de envelhecimento e pela danificação de células e tecidos que está na origem de inúmeras doenças.

    Os antioxidantes, também beneficiam o sistema imunitário, aumentando a resistência do organismo ao aparecimento de doenças.

  3. Outro dos benefícios da Spirulina é a sua capacidade de união a substâncias tóxicas e produtos químicos, evitando que as mesmas sejam absorvidas pelo organismo.

    Por outro lado, tem a capacidade de equilibrar o pH do organismo, quando este tende a ser mais ácido, devido à ingestão abusiva de alimentos processados e refrigerantes.

  4. Além de proteína, a spirulina fornece ainda algumas vitaminas e minerais, nomeadamente ferro, cálcio, zinco, selénio, potássio e iodo, assim como de vitaminas A, C e várias do complexo B, incluindo a vitamina B12, importante para pessoas vegetarianas.

    No entanto, além da quantidade de vitamina B12 fornecida por este alimento não ser suficiente para satisfazer as necessidades diárias, parece tratar-se de uma forma de vitamina B12 inativa, ou seja, com pouca função no organismo humano.

    Devido a esta composição em micronutrientes, alguns dos benefícios da Spirulina é fortalecer o sistema imunitário, promover o adequado funcionamento da tiroide e da visão, prevenir a anemia, doenças cardiovasculares, entre outras.

  5. Pelo facto de ser rica em ácidos gordos ómega-3, a Spirulina potencia a saúde cognitiva e cardiovascular, pois promove a redução do colesterol LDL (mau colesterol).
  6. Derivado do teor de proteína, crómio e fibra que possui, esta “alga” ajuda a reduzir o apetite, melhora a digestão e o trânsito intestinal, elimina toxinas pelo trato digestivo e estimula o crescimento de bactérias benéficas da flora intestinal, auxiliando em processos de perda de peso.

Benefícios da Spirulina: realidade vs promessas

 

Conclusão::

Em suma, a spirulina é um alimento interessante que deve manter de forma regular na sua alimentação pelos efeitos positivos que promove no organismo e na saúde. No entanto, tenha as expectativas bem geridas e saiba que não é um alimento tão milagroso como querem fazer dele!

 

Beijinhos da Kika

Queques de aveia com nêsperas....pela Kika

Olá a todas!!!

Estamos de volta com o sol. A Saia e a Kika resolveram voltar à cozinha e fazerem uns deliciosos queques com nêsperas e aveia.

Para quem não encontrar as nêsperas pode substituir por alperce.

Ficam saborosos e são muito fáceis de confeccionar,

Beijinho da kika.

 

Ingredientes

50g de farinha de aveia

1ovo

60ml de claras (cerca de 2 claras)

100g de nêsperas

10g de canela (+/- 1 c. sopa)

1 c. chá de fermento em pó

 

 

Preparação

1. Lavar bem as nêsperas, descascá-las e retirar-lhes o caroço e os filamentos brancos. Cortá-las aos bocadinhos;

2. Misturar todos os ingredientes e triturar com a varinha mágica ou liquidificador;

3. Colocar em formas de silicone e levar ao forno, pré-aquecido, a 180-200 ºC, cerca de 20-25 minutos (testar com o palito).

.Resultado de imagem para queques de aveia e nesperas

.

Mini- “CHEESECAKE” by Kika

Abrir uma semana  com algo doce é sempre boa ideia. Estes  mini “cheesecakes” prometem satisfazer aquele desejo de uma sobremesa à séria!

São frescos e saudáveis e não vão ao forno!

Este mês de Março está tão chuvoso e frio que merecemos algo doçe....

 

Ingredientes (serve 4)

Para a crosta

1 copo de aveia

2 colheres de amêndoas laminadas

2 bolachas de arroz tufado (desfeitas)

1 colher de sopa de manteiga de amêndoa ou amendoim

2 colheres de sopa de mel

 

Para o recheio

1 iogurte grego natural

4 colheres de chá de compota de frutos silvestres sem açúcar

Hortelã para decorar

 

Colocar todos os ingredientes, com excepção do mel e da manteiga, num processador de comida e misturar até triturar tudo. Derreter o mel e a entiga no microondas e misturar com a mistura anterior também no processador de comida até aderir tudo.

Retirar e moldar tacinhas de massa e colocar no frio.

Colocar o recheio de iogurte e compota na altura de servir.

Decorar com uma folha de hortelã!

 

Espero que gostem! A Saia e a Kika já estão a comer..

Beijinhos

MiniCheesecake2

Bolo de chocolate com morangos...

Ingredientes:

– 100 gramas de chocolate preto sem açúcar (+70% de cacau);

– 3 Ovos;

– ½ Chávena de óleo de coco;

– ¼ Chávena de cacau em pó;

– ¾ Chávena de mel

 

Preparação:

1. Aqueça previamente o forno a 190º. Derreta o chocolate com o óleo de coco em banho-maria (ou no micro-ondas por períodos de 30 segundos ou no forno 3-4 minutos);

2. Bata à mão o chocolate derretido com o mel, ovos e o cacau em pó, até formar uma massa homogénea;

3. Coloque numa forma de fundo amovível previamente untada com óleo de coco;

4. Leve ao forno durante 20 a 25 minutos, deixe arrefecer durante uns 15 minutos e pode desenformar;

5. Decore com morangos a gosto.

 

Preparação:

1. Aqueça previamente o forno a 190º. Derreta o chocolate com o óleo de coco em banho-maria (ou no micro-ondas por períodos de 30 segundos ou no forno 3-4 minutos);

2. Bata à mão o chocolate derretido com o mel, ovos e o cacau em pó, até formar uma massa homogénea;

3. Coloque numa forma de fundo amovível previamente untada com óleo de coco;

4. Leve ao forno durante 20 a 25 minutos, deixe arrefecer durante uns 15 minutos e pode desenformar;

5. Decore com morangos a gosto.

Delicie-se.

Resultado de imagem para bolo de chocolate

 

QUEQUES DE AVEIA E IOGURTE pela KIKA

Olá Olá...Como estão? Hoje como combinado a Saia e a Kikafizemos uns Queques de maçãcom aveia, sem açucar, muito light.

São fáceis defazer e deliciosos...

Beijinhos

 

queques-aveia-chocolate.jpg

 

 

INGREDIENTES (8­10 QUEQUES) ▪ 2 ovos ▪ 1 maçã (em puré) ▪ 80g de flocos de aveia ▪ 40g de farinha de aveia ▪ 1 iogurte sólido magro (aroma à escolha) ▪ 1 scoop de whey ▪ Canela q.b. (opcional) ▪ 1 c. chá de fermento em pó

 

 

PREPARAÇÃO ▪ Cozer a maçã e triturar até obter puré. Misturar todos os ingredientes, colocar em formas de silicone e levar ao forno, pré‐aquecido, a 180 ºC, durante 20‐25 minutos. E voilá.....

Bom apetite!!!!!!!!

Alimentos para dormir melhor by KIKA

Alimentos ricos em açúcar, cafeína e chá verde podem contribuir para a insónias sendo a duração do sono inversamente associada à maior ingestão de açúcar. 

 

O consumo excessivo de cafeína (> 500 mg por dia) pode causar consequências negativas para a saúde, tais como insóniaagitação psicomotoracefaleias e distúrbios gastrointestinais.

 

A suplementação dietética de triptofano pode estimular a atividade da serotonina e promover o sono.

  • Alimentos ricos em triptofano são: pão, amendoins, aveia, ameixa, banana e maçã.

 Estudos indicam que a dieta influencia a síntese e concentração de melatonina. O consumo de alimentos ricos em melatonina poderá melhorar o sono.

  • Alimentos ricos em melatonina: tomatenozesarrozcevadamorangoazeite e uvas.

 Os cereais e derivados integrais e alimentos ricos em hidratos de carbono com baixo teor de gordura, apresentam também tendência para provocar sonolência. Esta característica pode ser especialmente útil para ajudá-lo a dormir melhor.

  • Estes são alguns exemplos deste tipo de alimentos: Cereais integraispão integralbolachas integraistostas integraisbatatamassaarroz branco ou integralbananasumo de maçãsumo 100% de fruta e polpas de fruta. 

 

Para ajudá-lo a dormir melhor evite alimentos com cafeína e álcool pelo menos até 4 horas antes de dormir. Tente também não ingerir uma grande quantidade de líquidos antes de adormecer para não interromper o seu sono.

Tenha com um sono descansado!!!!! Beijinhos da Kika.

Resultado de imagem para alimentam que ajudam a dormir melhor

 

Pudim de chia.....

No início da semana, a Saiae a Kika proprõem um sobremesa bem simples e nutritiva.

 

Esta é daquelas receitas que tem o seu “q” de magia! Com umas quantas sementinhas de chia podemos fazer um pudim!

Uma sobremesa saudável e nutritiva e sobretudo muito fácil!

 

Ingredientes para  4 taças pequenas:

 

. 1 lata de leite de côco (400 ml)

. 100 ml de água

. sumo de 1 lima

. raspa de 1 lima

. 2 colheres de sopa de côco ralado

. 1 colher de sopa de mel ou mapple syrup

. 3 colheres de sopa de sementes de chia

 

Misturar todos os ingredientes numa tigela e esperar 5 minutos até a mistura começar a engrossar.

Dividir a mistura por taças e guardar no frigorífico por mín 1 hora.

 

Nota: o idela é deixar de um dia para o outro!

Nota: a consistência do pudim depende do tipo de leite de côco. Deverá utilizar um leite espesso. Se usar um leite mais líquido não adicione a água e, caso fique demasiado líquido pode adicionar mais uma colher de chia.

 

Servir ao pequeno almoço, lanche da manhã ou sobremesa! É multiusos!

 

ChiaPudding3

Saladas quentes ara o Inverno by KIKA

Estamos habituados a que uma salada seja fria e tenha como base a alface mas, que tal reinventá-la com uma base diferente e torná-la quente? A Saia e a Kika fizeram uma experiência e resolveram experimentar uma salada quente, para estes dias mais frios. Ficamos saciados e não comprometemos a dieta.

Ora vejam se gostam.

Miaus da Kika.

 

Ingredientes [para 1 dose]:

1/4 de uma cabeça média de couve-roxa

1 maçã (qualidade à escolha)

1 pedaço (aprox. 2cm) de gengibre fresco

1 rabanete sem rama

1/2 abacate

1 mão cheia de nozes

Coentros a gosto

Para o molho:

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de chá de mel ou agave

1 colher de sopa de vinagre balsâmico (de preferência biológico, sem sulfitos e açúcar refinado)

Sal e pimenta a gosto

 

Instruções:

1. Ralar a couve-roxa, a maçã e o gengibre para uma taça média;

2. Numa tacinha à parte, colocar os ingredientes para o molho e mexer bem;

3. Adicionar o molho à taça da salada e envolver;

4. Colocar uma frigideira larga ou wok ao lume e juntar o preparado da taça;

5. Saltear por cerca de 5 minutos, retirar do lume e servir acrescentando o rabanete e o abacate cortados às fatias, juntamente com as nozes e os coentros.

 

Sigam-nos das nossas redes sociais: Facebbok e Instagram.

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Jejum intermitente....pela Kika e Saiaamarela

Olá, de volta ao Blog da Saia... e com um tema super na moda,  JEJUM.

Vamos escalerecer várias dúvidas, eu e a Kika, claro, que está com muitas saudades vossas,

Beijinhossssss

 

Por definição, jejumsignifica a abstinência voluntária da ingestão de alimentos por um período de tempo especificado, e é uma prática bem conhecida associada a muitas tradições religiosas e espirituais. Por exemplo, os muçulmanos, durante o Ramadão, jejuam desde o amanhecer até ao anoitecer.

jejum é distinto da restrição calórica, em que a ingestão calórica diária é reduzida até 40%, mas a frequência das refeições é mantida. Já no jejum, um dos pontos chaves é que a frequência das refeições é reduzida para um período de tempo específico, onde não há controlo do valor calórico ingerido.

O ato de se quebrar o jejum, iniciando o dia alimentar, pode ser feito a qualquer momento, por exemplo, ao meio dia, às duas da tarde e não obrigatoriamente no momento em que se acorda.

.

Assim, existem vários tipos de jejum:

 

 

Jejum total em dias alternados

 

 

Envolve dias alternados de jejum (sem alimentos ou bebidas com consumo de energia) com dias onde há consumo de alimentos e bebidas ad libitum

 

 

Regimes de jejuns modificados

 

 

Permite o consumo de 20-25% de necessidades energéticas em dias programados de jejum, envolvendo restrição de energia severa por 2 dias não consecutivos por semana e ad libitum nos outros 5 dias

 

 

Jejum intermitente

 

 

Permite a entrada de energia ad libitum dentro de intervalos de tempo específicos, induzindo um jejum regular (12h, 16h, 18h).

 

 

Jejum Religioso

 

 

Variedade de regimes de jejum realizados para fins religiosos ou espirituais

.

Vários estudos, têm mostrado que o jejum intermitente, poderá ser uma ferramenta útil para melhorar a saúde da população em geral, devido aos inúmeros benefícios que este induzEstes efeitos relatados, provavelmente, são mediados através de mudanças nas vias metabólicas e celulares, devido a processos como a lipólise e a autofagia.

Estudos em atletas, também demonstram que durante um programa de jejum intermitente há manutenção da massa magra e redução da gordura corporal, bem como dos marcadores inflamatórios. No entanto, também há redução dos níveis de testosterona e IGF-1. Existe evidência limitada que ligam regimes de jejum intermitente com resultados clínicos em doenças como a diabetes, doenças cardiovasculares, cancro Alzheimer, e portanto, mais pesquisas têm que ser feitas.

Numa primeira fase, quando começamos o jejum, a maior parte do corpo está a queimar glicose exógena, que provém dos hidratos de carbono ingeridos. Se continuarmos o jejum, o glicogénio armazenado no corpo fornece a maior parte da glicose necessária. A maioria dos tecidos ainda está a queimar glicose, porém, os músculos, fígado e células de gordura começam a queimar gordura. Quando o stock de glicogénio acaba, inicia-se o processo de gliconeogénese (formação de glicose pelo fígado e rins) que começa a fornecer toda a glicose necessária ao organismo. Porém, somente o cérebro, os glóbulos vermelhos e a medula renal usam glicose e desta forma há utilização de gordura como fonte energética.

 

Como fazer:

Pode ser feito diariamente, por 12h16h ou 18honde o período noturno também é contabilizado. Desta forma, se optar por fazer um jejum de 16h, irá ter um período de 8h livres, onde poderá fazer a sua alimentação. A ideia será almoçar e jantar dentro deste intervalo de tempo e jejuar no restante.

Durante, o jejum, não é suposto haver qualquer ingestão alimentar, no entanto, pode existir consumo de bebidas, como a água, chás e cafés, sem adição de açúcar.

 

Benefícios

Queima de gordura;

Redução de peso;

Aumento da sensibilidade à insulina;

Redução do colesterol total;

Redução de triglicéridos;

Redução de marcadores de inflamação;

Sensação de bem-estar e saciedade;

Mais energia e aumento do metabolismo basal;

Controlo estável da glicose no sangue;

Redução da depressão;

Aumento da concentração;

Diminuição da ansiedade.