Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Saia Amarela

Sempre adorei Moda, Glamour, Fitness, Alimentação saudável e tudo o que envolva equilíbrio do corpo e da mente. E assim surgiu Saia Amarela, um espaço onde podes te reencontrar!!!!

Gluten Free....a kika conta tudo

A Doença Celíaca (DC) é uma patologia auto-imune, que ocorre devido a ingestão de glúten em pessoas geneticamente suscetíveis e que se caracteriza por atrofia das vilosidades do intestino delgado. O glúten desencadeia, neste órgão, uma inflamação mediada pelo sistema imunitário que origina a progressiva destruição da mucosa e lesa as vilosidades, que consequentemente diminuem a sua capacidade de absorção de nutrientes.

 


Em Portugal, aponta-se que existam entre 10 a 15 mil pessoas diagnosticadas com doença celíaca. Estima-se, no entanto, que o número de celíacos efectivo, ao nível nacional, se situe entre os 70 e os 100 mil, ou seja, 85% das pessoas desconhece que tem a doença.

 


O que antes era considerada uma doença pediátrica é agora percebida como uma doença que afecta todas as faixas etárias, o que se confirma através dos novos sócios da APC, em que cerca de 50% dos celíacos inscritos, no passado ano, foram diagnosticados na idade adulta.

 


Esta doença apresenta uma grande variedade de sintomas e de sinais, podendo atingir o organismo afetando vários órgãos.

 


As manifestações da DC são habitualmente divididas em dois grupos: os doentes com sintomas clássicos (frequentes nas crianças) que apresentam casos de diarreia, flatulência, distensão abdominal, cólicas, emagrecimento, desnutrição ou atraso de crescimento; e os doentes com sintomas atípicos, geralmente adultos com sintomas extra-intestinais, como: anemia ferropénica, osteopénia/osteoporose marcadas e/ou precoces, dermatite herpetiforme, estomatite aftosa recorrente, infertilidade e abortos recorrentes, alterações neurológicas e psiquiátricas, alterações na função da tiróide, alterações nas análises hepáticas e alterações na dentição definitiva (hipoplasia do esmalte).
Apresentas alguns sintomas compatíveis com os descritos? Podes e deves fazer o rastreio. Nos adultos a dificuldade do diagnóstico revela-se porque muitos dos sintomas atípicos são confundidos com os de outras doenças. Podes incluir o rastreio à DC num check up anual, basta falares com o teu médico de família.

 


A DC é uma doença crónica, ou seja, para toda a vida. O seu tratamento não passa pela toma de medicamentos ou qualquer outro procedimento clínico, o que existe é uma forma simples de controlo da doença – o cumprimento rigoroso, sem quaisquer exceções, de uma dieta isenta de glúten (DIG). Apenas a eliminação desta proteína da alimentação permite que o intestino regenere por completo da lesão e o organismo recupere.

 

 

Implementando uma dieta isenta de glúten com escolhas saudáveis e diversificadas, respeitando os hábitos alimentares individuais, e necessitando apenas de manter uma vigilância clínica e nutricional, o celíaco torna-se um individuo saudável, mantendo a doença e possíveis patologias associadas controladas.

 

A Kika espera que tenham gostado do artigo.

Beijinhos.

 

Gluten Free

2 comentários

Comentar post